Em menos de um mês, quatro incêndios são registrados em Caçador

Três dos quatro incêndios, foram confirmados como criminosos

Em menos de um mês quatro incêndios foram registrados em Caçador. Esse número é acima da média geral de outros meses. O que preocupa, é o fato de que três deles tiveram início criminoso. Apenas o último incêndio, ainda não foi confirmada a causa que deu início as chamas. Os casos aconteceram distintamente e não tem ligação.

Linha Adolfo Konder
O primeiro incêndio  aconteceu no dia 15 de junho, na madrugada de uma sexta-feira. O fogo destruiu uma residência na Linha Adolfo Konder. O sinistro começou por volta das 3 horas. A residência, de madeira, fica a aproximadamente sete quilômetros de distância do centro da cidade, e quando os Bombeiros chegaram, o fogo já tinha tomado conta destruindo o local.
Os dois filhos e a mulher não estavam em casa no momento do incêndio. Apenas estava na residência o agricultor, Claudinei dos Santos. Claudinei estava dormindo e ao acordar viu a casa em chamas. O incêndio foi considerado criminoso, a Polícia Militar esteve no local e confeccionou boletim de ocorrência.
Rancho Fundo

Rancho Fundo
O segundo incêndio aconteceu na noite do dia 6 de julho. A família morava no bairro Rancho Fundo, e o suspeito de ter ateado fogo na residência foi detido pela Guarda Municipal na saída da cidade e encaminhado à delegacia.
Segundo familiares, o suspeito não aceitou ter sido despejado do local e então cometeu o crime, por volta das 21h40. A casa geminada ficava na rua Heins Rodolfo Muller, aos fundos de outra residência. Um casal morava na outra parte da casa e ficou desabrigado. No exato momento do incêndio, a vítima estava no hospital em trabalho de parto.

Escola Alto Bonito
O terceiro incêndio repercutiu fortemente entre a população caçadorense. Foi na escola Alto Bonito, e os suspeitos de terem dado início ao sinistro, foram apreendidos pela polícia. O incêndio começou por volta das 14h15 da tarde de segunda-feira, dia 9. Ao todo 277 alunos estudavam no colégio no  momento do fogo, todos saíram ilesos. As chamas atingiram o segundo piso. A Polícia Militar auxiliou nos trabalhos e registrou o fato. As investigações estão sob a responsabilidade da Polícia Civil
Bairro Figueroa 
O  quarto incêndio destruiu uma casa de madeira na manhã desta quarta-feira,   dia  11, na rua Tomaz Wisniewski, no bairro Figueroa, em Caçador. A causa do incêndio ainda não foi apurada. A casa fica localizada aos fundos de um terreno próximo de outras duas residências de madeira. Graças ao trabalho ágil dos bombeiros, o fogo não se propagou nas outras residências.
Um cachorro morreu carbonizado e todos os móveis foram consumidos pelas chamas. Nenhuma pessoa se feriu.
O proprietário, conhecido na cidade como "Pinguim", que trabalha com carro de som de rua, informou que não havia ninguém em casa quando começou o incêndio. Ele havia comprado móveis novos na última semana e perdeu tudo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Palestra Soluções Criativas e Quarteto Medley na segunda noite do SEAD 2018
Conheça os ganhadores do quinto sorteio do IPTU Premiado
Caçadorense anuncia mais dois reforços para a série C
18ª Mostra EmCenaCatarina chega a Caçador
Prefeitura inicia projeto de resgate histórico de Macieira
Prefeitura vai investir cerca de R$ 142 mil na Escola Silva Paranhos
Programa Mulheres Sim: Gerando renda e construindo sonhos das caçadorenses
ACIC celebra o Dia do Contador com um café da manhã
LEO Cube Caçador: 41 anos de solidariedade e companheirismo
Mais de 700 pessoas na abertura da 1ª Mostra Cultural e SEAD 2018