Sonho de bailarina: Doze anos de idade e dez anos de carreira na dança

Este ano Aninha busca apoio para participar do Abydos Festival de Danças de Itajaí

Uma menina de movimentos graciosos, muito educada, gentil, meiga embora bem esperta e inteligente. Esta é a Anna Luiza Gomes Tosetto, uma garota humilde e cheia de talentos que precisa de ajuda para realizar um sonho, evoluir na carreira de bailarina, fazendo o que mais gosta: Dançar!
A talentosa Aninha faz parte do grupo de crianças de pais separados e vive sob a guarda dos avós. Dona Solange e vovô José Otacílio não têm recursos para realizar o sonho da netinha.
“Eu amo dançar, meu sonho é ser bailarina. Sempre coloco todo o meu sentimento nas coreografia. Alegria, sofrimento, felicidade são sentimentos que você coloca na dança e formam gestos que ficam bonitos no palco. É difícil explicar, mas o sentimento é intenso”, define Aninha.
Aninha com apoio dos avós e de sua tia Ana Paula, dança desde os dois aninhos, na Fundação de Cultura de Caçador, pela Secretaria de Cultura Esporte e Turismo. Faz quatro anos que participa do Abydos Festival de Dança de Itajaí, no qual, em todos os anos, conquistou troféus entre os três primeiros lugares, tanto no Balé Clássico, como na Dança do Ventre.
A professora de dança da Aninha, Minéia Mafioleti, comenta que a menina possui um dom natural e que sempre se destaca nas aulas. “A Aninha possui um dom para a dança. Ela incara o palco e o público de maneira invejável. Acompanho ela desde os quatro anos e ela sempre se destaca nas aulas. É o tipo de pessoa que se precisar, dança 24h por dia. Uma menina muito dedicada e independente da situação, nunca falta as aulas, o que contribui para a disciplina dela”, destacou a professora.
Ela não conta com nenhum patrocínio, e não recebe apoio do Município, além das aulas de dança que recebe gratuitamente. Até o ano passado, viajou para Itajaí com muito sacrifício dos avós e alguma ajuda de amigos. Mas este ano as coisas ficaram mais difíceis e, para continuar o sonho de dançar em festivais, dando continuidade ao seu desenvolvimento artístico, Aninha precisa levantar recursos para cobrir os seguintes custos: Inscrições; Ingressos da vovó; Alimentação para ela e a vovó durante os dois dias de competição; Meias e sapatilhas; Figurino; Passagens ida e volta para Aninha e sua avó.
Este ano o desafio será maior, ela completou 12 anos e passará para a categoria Juvenil no Abydos Festival de Danças de Itajaí, que acontece dias 24 e 25 de novembro. Para contribuir, o amigo da família, Edison Porto, criou uma campanha no site Kickante, onde as pessoas podem doar qualquer quantia em dinheiro, e em troca ganham recompensas de acordo com a quantia doada. Quem doar 20 reais, que é o mínimo para se ter a recompensa, Aninha enviará uma foto via e-mail autografada, como forma de agradecimento. Para quem doar 500 reais ou mais, Aninha enviará a foto e-mail, vídeo de agradecimento, quatro fotos, uma camiseta e um boné do Portal Jornal Caboclo.
 

1 COMENTÁRIO(S)

  1. Parabéns e gratidão ao Jornal Extra por colaborar na divulgação desta campanha em favor de uma talentosa e merecedora bailarina. O link para ajudar a Anninha é: https://www.kickante.com.br/campanhas/leve-aninha-realizar-seu-sonho-dancar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Senai abre inscrições para cursos técnicos e de graduação gratuitos
Bandas de Caçador se apresentarão no Tchô Rock 2018
Mutirão de Conciliação deve atender mais de 1200 processos em Caçador
Semana Internacional da Educação com palestras sobre intercâmbio
Cresol inaugura unidade em Caçador
Rodas de Conversa no curso de Psicologia da UNIARP
Menino de cinco anos realiza sonho de conhecer a Guarda Municipal
Ação de limpeza das margens do Rio do Peixe será realizada em novembro
Espetáculo “Dança a História de Caçador
Mais 5 smartphones do IPTU Premiado serão sorteados em novembro